Psicanalista desaconselha cirurgias ligadas a “identidade de gênero”

Artigo publicado no Jornal de Psicanálise em Dezembro de 2009. Destacamos o seguinte trecho:

“Um argumento que escuto frequentemente em apoio à cirurgia de mudança de sexo é que esses pacientes, de qualquer modo, são irremovíveis e têm grande risco de suicídio e de colapso psicótico: ainda que destrutiva, a cirurgia pode ser assim o risco menor. Porém, a partir da minha experiência limitada, tenho observado que a necessidade não se apazigua. A princípio, o sofrimento se ameniza, contudo, quando depois de anos de tortura física, sofrimento psicológico e sacrifícios financeiros percebem que a “reconstrução” ou, melhor, a “reatribuição” é impossível e que a destruição é irreversível, eles ficam então consumidos por raiva, desespero, ansiedade e, acima de tudo, por ressentimento pela decepção que sofreram.”

Leia a íntegra do artigo em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-58352009000200012#end2

Não Existe Criança Trans
Assign a menu in the Left Menu options.